27.3 C
Manaus
segunda-feira, julho 22, 2024

Omar Aziz vai pedir filmagens da entrada de advogado ‘lobista’ na Aleam e no TCE

De acordo com Omar Aziz, o advogado André Guedes da Silva teria "passe livre" nas secretarias estaduais e teria liberdade para pressionar quanto a liberação de pagamentos. Algumas dessas empresas teriam ligação com o deputado estadual Fausto Júnior (MDB) e com membros da família do parlamentar.

Por

Durante o depoimento do deputado estadual Fausto Júnior (MDB) na CPI da Covid nesta terça-feira, 29/6, o presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito no Senado Federal, Omar Aziz (PSD) informou que vai solicitar as filmagens da entrada do advogado, André Guedes da Silva na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) e no Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM). O advogado é considerado “lobista” e teria ligação com o deputado que foi relator da CPI da Saúde na Aleam.

De acordo com o senador, o advogado teria entrada em pastas no governo do Estado para pedir autorização de pagamentos de, ao menos, 13 empresas que atuariam no Amazonas. Os empreendimentos, segundo Omar, teriam ligação com o deputado estadual Fausto Júnior (MDB) e membros da família do parlamentar.

“Esse advogado vai até o Fundo de Saúde pedir pagamentos para essas empresas”, afirmou o senador.

O presidente da CPI da Covid chegou a perguntar se Fausto Júnior conhecia o advogado, que respondeu de forma afirmativa. Já em relação as empresas, o deputado estadual disse que não tinha relação nem conhecimento.

Investigação – Omar Aziz disse que as empresas serão alvo de investigação da CPI e que já pediu a quebra de sigilo bancário das mesmas e do advogado. “A corrupção faz com que o relator da CPI da Saúde não indicie o governador”, sugeriu Omar ao informar o início das investigações.

O presidente da CPI disse ainda que cabe à Procuradoria-Geral da República (PGR) investigar a relatora da saúde do Amazonas à época, conselheira Yara Lins, mãe de Fausto Júnior, que teria aprovado as contas do governo sem encontrar nada que consta no relatório da CPI da Saúde.

“Iremos encaminhar à PGR as viagens e relatórios da conselheira do Tribunal de Contas do Amazonas para que possa mostrar os motivos que fazem com que o Estado viva a situação atual no âmbito da saúde”, concluiu.

— —

Da Redação

Fotos: Pedro França Edilson Rodrigues/Agência Senado

 

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -