29.3 C
Manaus
quarta-feira, junho 12, 2024

Servidores do 190 fazem protesto virtual e pedem reajuste salarial

Os profissionais, boa parte atuantes no serviço de disk-denúncia do 190, reclamam da falta de reajuste salarial, bem como da ausência de progressões para a categoria

Por

Servidores estatutários da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP/AM) têm feito uma série de mobilizações em redes sociais e outdoores pela cidade pedindo melhores condições de trabalho. Os profissionais, boa parte atuantes no serviço de disk-denúncia do 190, reclamam da falta de reajuste salarial, bem como da ausência de progressões para a categoria.

Em postagens no perfil @servidoresssp, os servidores aprovados no concurso publicado em 2015 para os cargos de Agentes Operacionais e Técnicos de Nível Superior afirmam que não recebem reajuste salarial desde que assumiram os cargos.

“Estamos até hoje, desde 2015, com o vencimento de R$771,54 (sim, menos que o salário mínimo!) e sem perspectiva de reajuste ao valor digno, pois nossas tentativas de aprovação do plano de cargos, carreira e remuneração (PCCR) são ignoradas”, informa um trecho da postagem.

Ainda na postagem, os servidores lembram que o concurso se deu “por força de medida judicial, a qual obrigou a SSP/AM a realizar concurso público a fim de substituir os tantos contratados que lá estavam há mais de 10 anos – o que fere a lei, pois admite-se contratação de servidores apenas para necessidades urgentes, de forma temporária”. O que teria causado, propositalmente, uma má formatação do edital com o intuito de prejudicá-los.

Nos comentários da publicação, algumas pessoas prestaram solidariedade e apoio ao protesto virtual. Em um comentário o internauta diz: “Força galera, não desistam dessa causa. O abandono sempre foi nítido, torço por vocês!”. Em outro uma mulher comenta ter desistido do concurso devido a situações como a que está sendo denunciada. “Exatamente por isso desisti desse concurso e olha que passei para nível superior!! Absurdo isso!”.

Veja as publicações e comentários: 

O manifesto recebeu o apoio da Associação dos Servidores da Segurança Pública do Amazonas (ASSESP), que emitiu uma nota dando total apoio aos servidores estatutários da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas.

Em parte do documento a associação diz ser de “extrema importância que haja uma mobilização imediata e definitiva por parte do governo em solucionar o entrave burocrático, que uma comissão seja recebida diretamente pelo governador para que as negociações avancem para a devida aprovação do Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações dos servidores da Secretaria”.

Na nota, a associação ressalta que a maior causa da insatisfação da categoria é a ausência de compromisso do Governo do Estado com a valorização da classe dos servidores que se dedicam em diversas áreas da secretaria, desempenhando trabalhos essenciais relacionados às atividades de apoio policial e atendimento ao público, a exemplo do Atendimento 190.

“Os servidores de nível médio estão recebendo atualmente a remuneração básica de R$ 771,54. Consideramos que este valor não oferece dignidade ao trabalhador, principalmente na atual conjuntura econômica em que vivemos e levando em conta o papel tão relevante que desempenha na sociedade”, diz outro trecho da nota.

Veja a nota na íntegra: 

 

O portal O Convergente entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública para pedir um posicionamento sobre o assunto. Em nota, a assessoria do órgão disse apenas que “A SSP encaminhou à Casa Civil do Estado as demandas dos servidores”.

— —

Da redação

Fotos: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -