27.3 C
Manaus
segunda-feira, julho 15, 2024

Lula e FHC discutem democracia e pandemia em almoço

Em campos opostos da política desde a década de 1990, os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Fernando Henrique Cardoso (PSDB) almoçaram juntos na semana passada

Por

Antigos desafetos políticos, os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT) almoçaram juntos para discutir o momento atual do Brasil. Lula publicou uma foto do encontro, sem confirmar o dia em que a reunião dos dois aconteceu. A reunião entre os dois se deu a convite do ex-ministro e ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Nelson Jobim. O jurista foi indicado ao Supremo por FHC e, posteriormente foi ministro da Defesa de Lula.

“A convite do ex-ministro Nelson Jobim, o ex-presidente Lula e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso se reuniram para um almoço com muita democracia no cardápio”, informou o perfil oficial de Lula.

“Os ex-presidentes tiveram uma longa conversa sobre o Brasil, sobre nossa democracia, e o descaso do governo Bolsonaro no enfrentamento da pandemia”, completou o perfil de Lula.

Nos últimos dias, em entrevistas, Fernando Henrique afirmou que votaria em Lula em um segundo turno contra Bolsonaro. O petista, por sua vez, agradeceu, disse que gostou da entrevista do tucano e que eles “sempre tiveram uma disputa civilizada”. Lula ainda disse que também votaria em Fernando Henrique contra Bolsonaro.

O último encontro noticiado entre os dois se deu em 2017, quando o tucano visitou a ex-primeira-dama Marisa Letícia no hospital, na ocasião em que ela sofreu um AVC. Ela acabou falecendo naquele ano em decorrência do problema de saúde.

Críticas ao governo de Jair Bolsonaro aproximaram os ex-presidentes. FHC já deu diversas declarações sobre o atual presidente. Na entrevista ao Valor afirmou que Bolsonaro representa um futuro que não tem seu “entusiasmo”.

As declarações fizeram com que Bolsonaro atacasse o tucano. “Esse FHC que está dizendo agora que vai votar no Lula, cara de pau. Esse cara de pau FHC dizendo agora que vai votar no Lula”, disse em sua live semanal, nesta quinta-feira, 20/5.

A aproximação com o tucano faz parte da estratégia do ex-presidente de se apresentar como um pré-candidato moderado e atrair lideranças do centro político. No início do mês, ele esteve em Brasília e se reuniu com nomes como o do também ex-presidente José Sarney (MDB), o ex-ministro Gilberto Kassab, presidente do PSD, e o ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ).

— —

Foto: Ricardo Stuckert

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -