26.3 C
Manaus
terça-feira, junho 18, 2024

Durango Duarte critica atuação parlamentar, desdenha da Aleam e deve perder título de cidadão do AM

Por

A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) emitiu uma nota de repúdio contra as declarações do publicitário e empresário, Durango Duarte, desdenhou do título de Cidadão do Amazonas e acusou os deputados de usarem a função parlamentar para fomentar o tráfico de influência junto ao Poder Executivo Estadual.

Em entrevista a um portal local, ele afirmou: “Olhe para um deputado, olhe bem nos olhos dele, observe os gestos dele, aí tu fazes uma conta assim e pega no papel: Quantos cargos possui no governo? Quantas empresas de amigos ele tem no governo? Quais são os interesses dele futuro? Quais são as emendas que ele tem no interior do Estado? – Um deputado, você analisa por aqui. Aí, provavelmente, muitos deputados não teriam muitos motivos”, disse.

Na mesma entrevista, Durango disse que o deputado perdeu o papel dele e que por não ter muito o que fazer concede títulos. “Como o deputado não tem muito o que fazer, dando título – até para mim já me deram título, “Título de Cidadão do Amazonas” – aí é título disso, é medalha de ouro disso, é não sei o quê. Aí o que acontece: o deputado perdeu o papel dele”, falou em tom de deboche.

Durango recebeu o título em 2019 e foi concedido por meio de uma propositura feita pelo então deputado estadual, Josué Neto, presidente da casa à época. Ontem, pelas redes sociais, o atual conselheiro do Tribunal de Contas do Estado Amazonas (TCE-AM), Josué Neto respondeu as declarações.

“As declarações do pesquisador Durango não fazem ataques a mim. Fazem ataques ao povo do Amazonas. O deboche e o desdém de receber um título de cidadão do Amazonas é uma afronta ao povo e ao Estado que o acolheu”.

Revogação – Além das críticas por parte do ex-deputado estadual, Durango deve perder o título se for aprovado o projeto apresentado pelo deputado estadual Fausto Júnior (MDB) que pede a revogação do “Título de Cidadão do Amazonas” a Durango.

“Faltou-lhe seriedade e respeito aos representantes dos amazonenses. Não merece tal honraria”, declarou. A revogação do título deve ser votada em regime de urgência.

Nota de repúdio – O presidente da Aleam, deputado Roberto Cidade (PV) também mostrou descontentamento com as declarações de Durango. Em nota, Cidade afirmou que o Poder Legislativo é o mais democrático entre os três poderes. “No Amazonas, Estado com dimensões continentais e que tem Manaus como uma cidade-estado, é historicamente o poder que ecoa as necessidades dos municípios do interior”.

De acordo com o deputado, o Poder Legislativo destinou mais de R$ 76 milhões em emendas impositivas para as áreas de Saúde, Direitos Humanos e Cidadania e Assistência Social.

“Somente no ano de 2021, a Assembleia aprovou a Lei do Gás e dezenas de projetos de lei que beneficiam a população do nosso Estado”, disse.

Roberto Cidade disse que a Assembleia Legislativa lamenta o posicionamento do publicitário, que foi tão bem recebido e acolhido em nossa terra, tendo, inclusive recebido o título de Cidadão do Amazonas, e que, mesmo assim, desdenha do trabalho sério e comprometido que esta Casa desenvolve, na representatividade do povo amazonense.

Durango Duarte nasceu em Cachoeira do Sul, no Rio Grande do Sul, e veio para Manaus na década de 80.

— —

Da Redação

Fotos: Divulgação / Reprodução da Internet

 

 

 

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -