27.3 C
Manaus
terça-feira, julho 16, 2024

Poluição em lago do Aleixo volta à pauta da CMM

Vereadores questionam inoperância dos órgãos de fiscalização ambiental, uma vez que as denúncias de agressão ao meio ambiente são antigas

Por

A poluição do lago do Aleixo, no bairro Colônia Antônio Aleixo, zona Leste da cidade voltou à pauta na Câmara Municipal de Manaus (CMM) nesta segunda-feira, 5/4. Moradores e lideranças do bairro vêm, de forma reiterada, denunciando a empresa Sovel da Amazônia Ltda. de poluir o lago ao fazer o descarte irregular de resíduos de papel.

E mediante as denúncias de poluição ambiental, os parlamentares resolveram, por meio da 14ª Comissão de Meio Ambiente, Recursos Naturais, Sustentabilidade e Vigilância Permanente da Amazônia – COMMARESV, convocar um representante do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) para prestar esclarecimentos.

Presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara, o vereador Kennedy Marques (PMN) informou que desde 2013 a empresa é acusada de cometer crimes ambientais e de não cumprir com as regras de preservação ao meio ambiente. O parlamentar questionou o porquê de haver falta de fiscalização sobre um assunto amplamente conhecido.

“A gente não pode fechar os olhos para situações como essa. No dia da visita o Ipaam veio defender, apresentar um laudo, dizendo que estava tudo certo com a empresa, que a mesma estava toda nos conformes. Minha dúvida é se daria tempo de em 24 horas técnicos se certificarem da veracidade, coletar o material e fazer exames e constatar a situação. Eu mesmo fui e coletei o material, e só olhando a água tirada dali você vê que algo está errado. Isso comprova a agressão ao meio ambiente. Não tem como defender”, pontuou o parlamentar.

A crítica do vereador Kennedy Marques quanto a falta de atuação do órgão ganhou aparte dos demais parlamentares. O vereador Rodrigo Guedes (PCS) disse que esteve no local, viu a situação no lago e conversou com moradores da área, que reforçaram a denúncia de poluição.

“Quero deixar muito claro que não vamos tolerar essa situação. Nenhuma geração de emprego justifica a agressão ao meio ambiente. Apuramos, verificamos que ali é uma situação muito antiga, então já deixo claro, que iremos acionar os órgãos de proteção e defesa do meio ambiente. Não vamos deixar isso assim”, afirmou.

Reunião – Ainda durante a sessão plenária, o vereador Caio André (PSC) agendou uma reunião na tarde desta terça-feira, 6/4, entre os vereadores e um representante do Ipaam.

Por Izabel Guedes

FOTO: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -