31.3 C
Manaus
sexta-feira, julho 12, 2024

‘Na tela do eleitor: Análise das estratégias de marketing dos pré-candidatos em 2024’; Como Amom Mandel contextualiza a política com seguidores nas redes sociais

"O Amom é um exemplo disso, uma comunicação voltada para o contexto, não para a política", conta o publicitário e especialista em marketing digital, Rodrigo Gadelha

Por

O marketing político tem ganhado força nas redes sociais, principalmente no período da pré-candidatura dos prefeituráveis. Em 2024, os políticos têm se empenhado para atrair eleitores e seguidores. Um dos casos é um vídeo do deputado federal Amom Mandel (Cidadania) do dia 12 de junho que, até o momento, rendeu mais de 322 mil visualizações no Instagram.

Na publicação intitulada “Eu quero casar com você!”, Mandel faz uma declaração de tom romantizado com uma aliança na mão direita.

“A gente já vem namorando há bastante tempo e, nesse Dia dos Namorados, eu quero fazer um anúncio. Eu já estou usando o anel de compromisso aqui e, assim, os anos que a gente passou juntos fizeram a gente se conhecer melhor. E eu quero te dar uma vida melhor. Quero ser feliz junto com você. Quero te fazer o pedido de casamento. Manaus, nesse Dia dos Namorados, eu queria firmar um compromisso, te dar motivos para ser feliz de novo, para ter bons momentos, para a gente melhorar a nossa vida”, diz Amom.

O texto foi desenvolvido pela equipe de marketing do pré-candidato, que tem como responsável o publicitário Paulo Castro. O marqueteiro, que atua com marketing político há mais de 30 anos, já trabalhou com campanhas e estratégias de outros políticos famosos de Manaus, como Alfredo Nascimento, Artur Neto, Serafim Corrêa e Amazonino Mendes, inclusive na última campanha de Mandel para deputado federal com o bordão “Beba água”, que atraiu seguidores consideráveis na última eleição.

Além do número de visualizações, o vídeo teve curtidas e compartilhamentos na rede social do pré-candidato a prefeito. No entanto, os usuários que acompanham a rotina do pré-candidato fizeram comentários positivos e negativos na publicação.

“Criamos uma estratégia pensando numa mensagem para uma pessoa, ou seja, a cidade, de assumir um compromisso de relacionamento e cuidado, com o intuito de tornar uma pré-campanha mais leve e atrativa para os eleitores, e ao mesmo tempo com um recado para a oposição à atual gestão”, destacou o publicitário.

De acordo com Castro, a equipe já tem toda a estratégia eleitoral idealizada e construída, e será lançada em breve. Atualmente, estão sendo desenvolvidos os planos que foram planejados.

Na primeira reportagem da série “Na tela do eleitor: Análise das estratégias de marketing dos pré-candidatos em 2024”, Rodrigo Gadelha, publicitário e marqueteiro, explica que atualmente vivemos a era do contexto, que rege as pessoas, não a forma, mas o que as pessoas se envolvem. “Já vimos o tempo do rádio, o tempo da TV com uma estética mais produzida e de produção muito cara”, explica.

O eu-mídia, segundo Gadelha, tomou conta da comunicação moderna. Um produtor de conteúdo e de comunicação tem que entender que o timing às vezes é mais importante do que a forma. O contexto democratizou o alcance às pessoas, desenvolvendo uma capilaridade mais inteligente e direta, sem um grande monopólio de comunicação.

O especialista em gestão de campanhas da Big Data, que já trabalhou em campanhas como a de Thammy Miranda em 2020, afirma que é preciso entender a era do contexto e mostrar a pessoa e não só o político. Seis em cada dez jovens não participam da política além do voto porque os políticos não entendem como se relacionar com eles. Sobre o vídeo estratégico do pré-candidato Amom, o publicitário paulista enfatiza que é uma estratégia comunicativa voltada para pessoas.

“O Amom é um exemplo disso, uma comunicação voltada para o contexto, não para a política. Uma comunicação voltada para as pessoas, não para o meio político. Isso não é mais futuro. É o agora, a era do contexto, do marketing de contexto”, finalizou o publicitário.

O número de seguidores de Amom tem chamado atenção nas redes sociais, com 328 mil seguidores apenas no Instagram. O jovem parlamentar de 23 anos atraiu público desde quando foi eleito vereador na Câmara Municipal de Manaus, motivado pela falta de representatividade em pautas da juventude e pelo apoio a projetos filantrópicos. Ele assumiu o primeiro cargo municipal em 2020 com mais de 7,5 mil votos, aos 19 anos, sendo o vereador mais jovem eleito na história de Manaus.

Em 2022, já aos 21 anos, foi eleito deputado federal, sendo ao mesmo tempo, o mais votado e o mais jovem na história do Amazonas, e tendo ainda a maior votação proporcional do Brasil nas eleições gerais de 2022, com 14,5% dos votos do Amazonas.

Ilustração: Marcus Reis

Leia mais: Amom Mandel acusa David Almeida de superfaturamento em contrato milionário de crematório fechado pela Prefeitura

📲 Receba no seu WhatsApp notícias sobre a política no Amazonas.

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -