27.3 C
Manaus
quinta-feira, maio 30, 2024

CMM se pronuncia após falas de David Almeida sobre vereadores: “lamentáveis e desrespeitosas”

Nessa quinta-feira (11), o prefeito de Manaus afirmou que os vereadores de oposição estariam 'boicotando' a cidade

Por

Por meio de nota, a Câmara Municipal de Manaus (CMM) se manifestou a respeito das declarações do prefeito de Manaus David Almeida (Avante), ao alegar que os vereadores de oposição são inimigos da cidade e ainda falou sobre a insatisfação com o presidente da CMM, nessa quinta-feira (11). A nota assinada por Caio André (UB), presidente da Casa, classificou as falas do prefeito como “lamentáveis e desrespeitosas”

De acordo com o prefeito de Manaus, os vereadores de oposição tem prejudicado a cidade e afirmou que falaria o nome de cada parlamentar que estaria, segundo ele, “boicotando” Manaus. Ainda nos comentários, David Almeida afirmou que os vereadores de oposição estariam dificultando a tramitação do PL que autorizou o empréstimo de R$ 580 milhões.

Conforme noticiou O Convergente, o empréstimo aprovado pela Casa precisa retornar ao plenário para uma nova votação, uma vez que foi necessário alterar o texto devido a exigências do Tesouro Nacional.

Em manifestação, a CMM destacou que sempre esteve comprometida a auxiliar a cidade quando precisou ser acionada. “Inclusive autorizando empréstimos que totalizam quase R$ 2 bilhões durante esta legislatura. Esses recursos representam cerca de 1/4 do orçamento aprovado pelo parlamento para o exercício de 2024”, diz um trecho da nota.

Em relação ao empréstimo de R$ 580 milhões, a CMM esclareceu que a tramitação do PL no plenário da casa ocorreu por

“falhas, únicas e exclusivas do Executivo”, o que impediu a continuidade do processo após o empréstimo passar por uma análise no Ministério da Fazenda.

“A CMM reafirma seu compromisso com suas funções legais e regimentais, além de preservar a harmonia entre os poderes. No entanto, não abrirá mão de suas prerrogativas e não aceitará qualquer tipo de interferência em suas atividades, que são exclusivas de seus membros”, informou a nota.

Além disso, a Casa ainda pontuou que é importante esclarecer à população que “o crédito imediato de valores de empréstimos após autorização para busca não é decisão exclusiva do Executivo, mas sim um processo que envolve análises realizadas por outros órgãos, dentro dos prazos estabelecidos pelos mesmos”.

O trecho final da nota ainda alega que é “estranho, fantasioso e irreal” atribuir a falta de obras em Manaus, faltando oito meses para o fim do mandato do prefeito David Almeida.

Outro lado

O Convergente buscou contato com a assessoria do prefeito David Almeida a respeito das falas do chefe municipal. Até a publicação desta matéria, não houve retorno. O espaço segue aberto.

Leia mais: Ação Câmara Cidadã, da CMM, oferece 173 atendimentos nas áreas sociais e jurídicas para a população

___
Por Camila Duarte

Ilustração: Marcus Reis

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -