26.3 C
Manaus
sábado, março 2, 2024

Lira exige da PF escolta para Amom Mandel após parlamentar receber ameaças

O Ofício nº 19/24/GP, foi encaminhado ao superintendente da PF no Amazonas, o delegado Umberto Ramos, e pede, no mínimo, um agente para garantir a segurança do deputado

Por

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP), solicitou formalmente à Polícia Federal (PF) nesta terça-feira (16), escolta para o deputado Amom Mandel (Cidadania). O motivo do pedido imediato foi solicitado, após o representante do Amazonas da bancada federal compartilhar um dossiê de uma suposta negociação paralela entre autoridades da segurança e grupos criminosos, em trocas de informações privilegiadas.

O Ofício nº 19/24/GP, foi encaminhado ao superintendente da PF no Amazonas, o delegado Umberto Ramos, para adotar os procedimentos necessários quanto a guarda do parlamentar. A perspectiva é que a corporação designe, no mínimo, um agente para garantir a segurança do deputado em um prazo de até dois dias. Não há determinação estipulada para a conclusão da escolta.

Um dos trechos documento, assinado por Lira, destaca que Amom Mandel tem sido constante alvo de crimes de ameaça e constrangimentos ilegais que repercutem nas prerrogativas constitucionais de seu cargo.

O Portal O Convergente entrou em contato com a assessoria do parlamentar e por meio de nota, o deputado federal explicou que a denúncia foi realizada no dia 5 de janeiro na Polícia Federal em sigilo, mas sofreu ameaças nas semanas seguintes.

Confira a Nota na íntegra

NOTA

O deputado federal Amom Mandel (Cidadania) teve o pedido de escolta policial atendido pelo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), na última terça-feira (16). O ofício, que autoriza o reforço na segurança, foi enviado à Polícia Federal ainda ontem. A escolta deve ocorrer nos limites do estado do Amazonas para o cumprimento de agendas referentes ao mandato parlamentar.

O encaminhamento ocorreu após a denúncia feita por Amom sobre o envolvimento de integrantes do alto escalão da Segurança Pública do Amazonas com organizações criminosas e o tráfico de drogas, divulgada no último dia 5 de janeiro. A denúncia foi feita à Polícia Federal em dezembro de 2023, mas foi mantida em sigilo por questões de segurança. Porém, nas semanas seguintes, o deputado sofreu ameaças, insinuações e intimidações de diversas vertentes, além de ter sido alvo, junto com a sua companheira, de uma abordagem policial truculenta.

Por todos esses motivos, Amom decidiu trazer o caso a público e solicitar escolta policial ao presidente da Casa Legislativa. O deputado segue no aguardo da apuração de todos os fatos denunciados para as instituições responsáveis.

O Presidente da Câmara dos Deputados ressalta ainda sobre “a gravidade dos ilícitos e da necessidade de assegurar o livre exercício do mandato parlamentar”. Por fim, Lira conclui o pedido de segurança com “destacamento de policial das fileiras da Polícia Federal para proceder à escolta pessoal do Deputado Federal Amom Mandel em seus compromissos ao estado do Amazonas”.

Leia mais: Aliança política: Vereadores que apoiam David Almeida devem trocar de sigla para reeleição do Prefeito

📲 Receba no seu WhatsApp notícias sobre a política no Amazonas.

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -