31.3 C
Manaus
quinta-feira, maio 23, 2024

Em clima tenso na prefeitura, vice-prefeito de Borba pede medida protetiva contra prefeito Simão Peixoto

Após acusar o prefeito de Borba de perseguição, Zé Pedro solicitou uma medida protetiva para ele e a família

Por

Em mais um capítulo da discussão entre os chefes municipais de Borba, o vice-prefeito Zé Pedro Graça solicitou uma medida protetiva contra o prefeito Simão Peixoto. O clima tenso entre eles tem sido exposto desde que o vice precisou assumir a prefeitura interinamente.

De acordo com o documento, o pedido feito pelo vice-prefeito de Borba é para assegurar a integridade física e protegê-lo das ameaças e possíveis atos de violência. Ainda, conforme a solicitação, Simão Peixoto é impedido de manter contato com Zé Pedro, além de ter que ficar no limite máximo de até 300 metros de distância. Caso descumpra as ordens, ele pode ser preso.

O pedido de Zé Pedro pede também que, caso não seja aceita a medida protetiva, que Simão Peixoto não se aproxime do vice-prefeito e da família dele em um limite máximo de até 500 metros, sob pena de prisão em caso de descumprimento.

O clima tenso entre ambos já ocorre há meses. No episódio mais recente, Zé Pedro disparou críticas ao prefeito de Borba e o acusou de perseguição contra ele e servidores que o apoiaram quando ele assumiu a prefeitura do município.

Em entrevista para uma rádio, ele afirmou que o prefeito tem feito ameaças a ele e a sua família. “As ameaças continuam. Muitas exonerações desde o dia 8 para cá. As pessoas que fizeram parte da gestão, não do José Pedro, mas sim da prefeitura, quem participou da gestão, ele [Peixoto] está mandando embora, perseguindo todo mundo”, disse na entrevista.

Semanas após as declarações polêmicas sobre a gestão de Simão Peixoto, a Câmara Municipal de Borba abriu um processo de impeachment contra ele. De acordo com a denúncia, o vice-prefeito teria firmado um contrato com uma empresa para a aquisição de combustível por mais de R$ 1 milhão, com dispensa de licitação.

Após a repercussão dos comentários, Simão Peixoto emitiu uma nota e afirmou que as falas do vice foram infundadas e levianas, que não o persegue e jamais o ameaçou. Vale lembrar que, quando o prefeito retornou ao poder de Borba – uma vez que estava afastado após ser preso e alvo de investigações do Ministério Público –, ele fez um discurso alegando que Zé Pedro foi “o cara mais burro da história” e que ele teria perseguido quem votou nele.

O Convergente tentou contato com Simão Peixoto e Zé Pedro para tratar sobre o assunto, mas não obteve retorno. O espaço segue aberto para ambos para esclarecimentos.

Leia mais: Com diversas polêmicas no currículo, Simão Peixoto consegue “se esquivar” de mais um processo

___

Por Camila Duarte

Revisão textual: Vanessa Santos

Foto: Divulgação / Ilustração: Giulia Renata Melo

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -