32.3 C
Manaus
quinta-feira, junho 20, 2024

Ministra da Gestão e Inovação anuncia autorização de novos concursos

Ao todo, serão  4.436 vagas, para preencher os quadros de 20 órgãos federais.

Por

Na última sexta (16), a ministra da Gestão e Inovação, Esther Dweck, anunciou a autorização para a realização de novos concursos públicos no governo federal. Ao todo, serão  4.436 vagas, para preencher os quadros de 20 órgãos federais.

 

Em coletiva à imprensa, a ministra disse acreditar que, com uma “força-tarefa” dos ministérios, será possível nomear os aprovados nos concursos ainda este ano.

 

Enquanto Esther fazia o anúncio, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ligou para “cobrar” por mais cargos nas áreas de meio ambiente e assistência social, que devem ser transversais, quando o concurso vai preencher vagas em mais de um ministério.

 

“Eu expliquei para ele que no caso do Meio Ambiente tanto ICMBio e Ibama têm concurso em vigor. E no caso das áreas sociais é o próximo que vai sair, com um quantitativo maior até do que o quantitativa das demais carreiras transversais. Falei pra ele que a gente vai soltar, provavelmente, na semana que vem”, disse.

 

Veja os ministérios e órgãos contemplados:

  • Ministério da Agricultura: 440
  • Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet): 80
  • Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra): 742
  • Ministério da Educação: 220
  • Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep): 50
  • Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes): 50
  • Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE): 100
  • Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio): 160
  • Ministério das Relações Exteriores: 100
  • Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI): 120
  • Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro): 100
  • Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT): 100
  • Agência Nacional de Mineração (ANM): 24
  • Ministério de Minas e Energia: 30
  • Analista de infraestrutura: 300
  • Analista em Tecnologia da Informação: 300
  • Auditor-Fiscal do Trabalho: 900
  • Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq): 50
  • Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam): 50
  • Ministério da Saúde: 220
  • Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz): 300

Para a decisão de abertura de novas vagas, o governo afirma que levou em consideração alguns critérios:

  • Tempo desde o último edital de concurso público
  • Proporção entre o número de vagas e o número de cargos aprovados no órgão
  • Proporção de aposentadorias, nos próximos 5 anos, em relação ao total de vagas ocupadas
  • Perdas identificadas com base na ocupação máxima
  • Análise da estrutura do órgão, se houve mudança relevante, ou ampliação de atribuições
  • Nível de impacto imediato dos serviços para a população
  • Importância do órgão para as políticas prioritárias do governo, com a visão de futuro

Desde o início da gestão, alguns órgãos federais já haviam sido autorizados a realizar concursos públicos.

Entre eles, estão: IBGE, Ministério da Ciência e Tecnologia, Ministério do Meio Ambiente, Ministério das Relações Exteriores e a Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) e Ministério de Minas e Energia.

 

Nomeações no INSS

 

O Ministério da Gestão e da Inovação também autorizou a nomeação de mil candidatos aprovados no concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), realizado em 2022.

 

Conforme a portaria, assinada pela ministra na última quarta-feira (7), as nomeações estão previstas para mil vagas, de nível intermediário, no cargo de Técnico do Seguro Social.

 

Veja os concursos autorizados já autorizados antes do anúncio desta sexta:

 

IBGE

  • Vagas: 8.141
  • Cargos: agente de pesquisas e mapeamento, supervisor de coleta e qualidade, agente de pesquisa por telefone, agente censitário de mapeamento, codificador e supervisor de pesquisa
  • Escolaridade: nível médio e superior
  • Edital: deve ser publicado em até 6 meses

Ministério das Relações Exteriores

  • Vagas: 30
  • Cargos: diplomata
  • Escolaridade: nível superior

 

Ministério da Ciência e Tecnologia

  • Vagas: 814
  • Cargos: ciência e tecnologia, pesquisadores e tecnologista
  • Escolaridade: nível superior
  • Edital: deve ser publicado em até 6 meses

 

Ministério do Meio Ambiente

  • Vagas: 98
  • Cargos: analista ambiental
  • Escolaridade: nível superior
  • Edital: deve ser publicado em até 6 meses

 

Fundação Nacional dos Povos indígenas (Funai)

  • Vagas: 502
  • Cargos: agente em Indigenismo, administrador, antropólogo, arquiteto, arquivista, assistente social, bibliotecário, contador, economista, engenheiro, engenheiro agrônomo, engenheiro florestal, estatístico, geografo, indigenista especializado, psicólogo, sociólogo, técnico em assuntos educacionais, técnico em comunicação social
  • Escolaridade: nível médio e superior
  • Edital: deve ser publicado em até 6 meses

Por Tatiana Nascimento

Revisora Vanessa Souza

Foto: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -