26.3 C
Manaus
quarta-feira, abril 24, 2024

Amazonas Energia exibe propaganda com a instalação de novos medidores, mas CMM solicita do MP a retirada do conteúdo

A equipe de reportagem do Portal Manaós procurou a assessoria da Amazonas Energia para saber mais informações

Por

Uma propaganda da Amazonas Energia referente à instalação de novos medidores está sendo veiculada na Tv aberta, porém o conteúdo publicitário tem demonstrado insatisfação por parte dos parlamentares.

A equipe de reportagem do Portal O Convergente procurou a assessoria da Amazonas Energia com o intuito de saber mais informações deste processo.

Segundo a assessora da Amazonas Energia, Gabrielle Stoco, “Os medidores SMC são parte integrante de um plano de combate às perdas de energia elétrica, alinhado junto à Agência Reguladora de Energia Elétrica – ANEEL. Atualmente, as perdas não técnicas de energia elétrica implicam um prejuízo anual estimado em 1,5 bilhão de reais. A Amazonas Energia repassa ao consumidor, por meio da tarifa, o total de R$ 969 milhões/ano permitidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica. E, além disso, é obrigada a cobrir o saldo do prejuízo de R$ 523 milhões/ano de perdas de energia que não estão reconhecidos na fatura”, afirma

Dentre os benefícios destacados pela entrevistada, estão a diminuição de ligações irregulares e clandestinas, o reequilíbrio dos circuitos elétricos e a redução da queima de transformadores.

De acordo com Gabrielle: “Até o ano de 2030, estima-se que a Amazonas Energia deverá instalar mais de 400 mil pontos SMC na cidade de Manaus, abrangendo as unidades consumidoras residenciais e comerciais de baixa tensão localizadas na capital amazonense.”

Em contrapartida, a Câmara Municipal de Manaus (CMM) aprovou, no dia 24 de março deste ano, por unanimidade, uma moção de repúdio contra a Amazonas Energia por conta desta peça publicitária.

Após ação da CMM, TJAM intima Amazonas Energia a prestar esclarecimentos sobre propaganda.  Foi solicitado o pedido de tutela de urgência  pelo judiciário após manifestação da concessionária.

Esse caso já foi levado ao Ministério Público do Estado pela Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) para as devidas providências.

A equipe de reportagem do Portal O Convergente enviou um e-mail, solicitando contato com a assessoria do Ministério Público do Estado, mas eles informaram que a pessoa responsável não poderia se pronunciar.

Conforme a imagem abaixo:

Por Tatiana Nascimento

Revisão Textual Vanessa Santos

Ilustração Marcus Reis

Leia mais : Caio André engrossa críticas contra fala preconceituosa do governador Romeu Zema, de Minas Gerais

Fique ligado em nossas redes

spot_img

Você também pode gostar

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -