26.3 C
Manaus
quarta-feira, abril 24, 2024

Profissionais da imprensa são agredidos em coletiva com Maduro

A jornalista Delis Ortiz levou um soco no peito, a emissora Rede Globo repudiou o ataque

Por

Durante coletiva de imprensa com o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, profissionais da imprensa relataram terem sido agredidos por seguranças de Maduro e por agentes brasileiros do Gabinete de Segurança Institucional (GSI). A repórter da Rede Globo, Delis Ortiz, foi atingida durante o conflito na noite de terça-feira (30).

A reunião acontecia no Palácio do Itamaraty, em Brasília. Após o encontro com líderes políticos, houve o momento de entrevista com o presidente venezuelano, entretanto os seguranças buscaram impedir a aproximação dos jornalistas.

Em meio à confusão, um segurança a serviço do GSI teria supostamente dado um soco no peito de Délias, durante o desentendimento. Outros profissionais de imprensa também foram alvos de ataques, cenas não foram registradas em imagens por conta do tumulto.

Repúdio à violência

Após o ocorrido, a TV Globo repudiou a violência contra os profissionais e se solidarizou com Delis Ortiz, em informações divulgadas na edição de terça-feira do Jornal Nacional “Deliz Ortiz foi levada para a sala do Itamaraty, onde recebeu atendimento médico e está bem”, informou a apresentadora Renata Vasconcellos.

O Itamaraty lamentou a ocorrência. “O Ministério das Relações Exteriores lamenta o incidente no qual houve agressão a profissionais de imprensa, ao final da Reunião de Presidentes da América do Sul. Providências serão tomadas para apurar responsabilidades”, informou em nota.

Leia mais: TRE do Ceará cassa chapa de quatro deputados estaduais do PL

__

Por July Barbosa com informações G1

Foto: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

spot_img

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -