24.3 C
Manaus
quarta-feira, abril 17, 2024

Mesmo aprovada, CPMI de 8 de janeiro ainda tem impasse sobre nomes para compor a comissão

Senador Omar Aziz é cotado para assumir relatoria da CPMI, no entanto, disse ao O Convergente que só vai se manifestar após a formalização de nomes

Por

Aprovada pelo Senado Federal no mês passado com a finalidade de apurar os atos golpistas de 8 de janeiro que deixaram prédios públicos depredados em Brasília, a composição dos nomes para a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) passa por impasses. Isso porque os nomes ainda estão indefinidos, dependendo das aprovações das siglas partidárias, embora alguns deles estejam cotados, principalmente no Senado Federal.

Um desses nomes que despontam para ocupar um cargo na CPI do 8 de janeiro é o do senador amazonense, Omar Aziz (PSD), que, segundo informações, deve estar na relatoria da CPI dos ataques aos prédios do Congresso Nacional, Palácio do Planalto e do Supremo Tribunal Federal (STF).

Omar tem experiência em CPI, principalmente pela condução da CPI da Covid-19, em 2021, quando presidiu as reuniões para oitivas de pessoas envolvidas nas ações governamentais em relação à pandemia, dentre elas, a compra de vacinas, desvio de verbas, omissões sobre a vacina e tratamentos, dentre outras.

No entanto, ao ser consultado sobre essa questão, a assessoria de comunicação do parlamentar informou que o mesmo só deverá fazer alguma manifestação após a oficialização pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD). “Ele só vai falar quando for oficializado pelo presidente do Senado. Enquanto não for oficializado, ele não vai falar”, dizia a nota.

Instalação

A instalação da CPMI está prevista para esta quinta-feira, 25/5, no Senado, com 32 titulares, sendo composta por 16 senadores e 16 deputados federais.

As indicações estão sobre os nomes a seguir:

Bloco Parlamentar da Resistência Democrática (PSB, PSD, PT e Rede):

  • Omar Aziz (PSD/AM);
  • Eliziane Gama (PSD/MA);
  • Otto Alencar (PSD/BA);
  • Fabiano Contarato (PT/ES);
  • Rogério Carvalho (PT/SE);
  • Ana Paula Lobato (PT/BA).

Bloco Parlamentar Vanguarda (PL/Novo)

  • Eduardo Girão (Novo/CE);
  • Magno Malta (PL/ES).

Bloco Parlamentar Aliança (PP/Republicanos)

  • Esperidião Amin (PP/SC);
  • Damares Alves (Republicanos/DF).

Bloco UB, PP, Cidadania, PSDB, PDT, PSB, Avante, Solidariedade, Patriota)

  • Arthur Maia (UB/BA);
  • Duarte (PSB/MA);
  • Carlos Sampaio (PSDB/SP);
  • Duda Salabert (PDT-MG);
  • Com sobra de uma vaga.

Bloco MDB, PSD, PODE, PSC e Republicanos

  • Rodrigo Gambale (Podemos/SP);
  • Aluísio Mendes (Rep/MA);
  • Paulo Magalhães (PSD/BA);
  • Com sobra de uma vaga.

Bloco PL

  • André Fernandes (PL/PE);
  • Delegado Ramagem (PL/RJ);
  • Filipe Barros (PL/PR).

Bloco PCdoB, PV e PT

  • Rubens Júnior (PT/MA);
  • Rogério Correia (PT/MG);
  • Jandira Feghali (PCdoB/RJ).

Bloco PSOL e Rede

  • Erika Hilton (PSOL/SP).
  • Bloco Parlamentar Democracia (PDT, MDB, PSDB, PODEMOS, UB)
    Possui seis indicações, mas ainda não o fez.

Leia mais: Cientista político avalia desenvoltura de Lula e do Brasil no G7

 

Por Edilânea Souza com informações Agência Senado

Foto: Pedro França / Agência Senado

Revisão textual: Vanessa Santos

Fique ligado em nossas redes

spot_img

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -