25.3 C
Manaus
quinta-feira, abril 18, 2024

Bastidores: Em pouco mais de três anos de vida política, Carol Braz deixa a segunda sigla partidária e mira MDB

Nos bastidores comenta-se que Carol deve seguir para o Movimento Democrático Brasileiro (MDB), do senador Eduardo Braga, ao qual Carol dedicou apoio no segundo turno das eleições do ano passado para o Governo do Amazonas

Por

A defensora pública sinalizou nessa sexta-feira, 5/5, que está deixando o Partido Demorático Trabalhista (PDT), mirando as eleições de 2024. No entanto, nos bastidores comenta-se que Carol deve seguir para o Movimento Democrático Brasileiro (MDB), do senador Eduardo Braga, ao qual Carol dedicou apoio no segundo turno das eleições do ano passado para o Governo do Amazonas.

Ao declarar apoio à Braga, naquela ocasião, a defensora foi muito criticada pela sociedade, haja vista que em um debate político, ainda na campanha eleitoral, Carol e Braga discutiram e trocaram farpas entre si, sobre o possível ataque do senador a jornalista que realizava a mediação do debate.

Carol Braz tem uma história de pouco mais de três anos na política e em 2020, estava filiada ao Partido Social Cristão (PSC) e deveria concorrer à Prefeitura de Manaus, no entanto, nem disputou a nenhum cargo eletivo pela sigla. Após isso se desfiliou.

Já em 2022, a defensora anunciou a filiação ao PDT, concorreu ao Governo do Amazonas e teve 87.114 mil votos, no primeiro turno, ocupando a 5ª colocação. Sem sucesso, nesta eleição, Carol Braz deixa a sigla e deverá seguir para outra legenda. Nas redes sociais, Braz agradeceu a estadia no PDT.

“Gratidão ao meu amigo Luiz Castro , presidente do Diretório Estadual do PDT/AM pela caminhada que tivemos juntos no PDT, partido que me recebeu de braços abertos.Em seu nome agradeço todos os amigos dos movimentos e militantes que caminharam comigo nesse último pleito eleitoral no qual saímos do zero e chegamos a mais de 7% dos votos na capital, em especial aos amigos Stones Machado e Cláudio Machado, à presidente da AMT Miguelina Vecchio”, escreveu ela.

Permanência

Já Luiz Castro, que apoiou Carol Braz no primeiro turno das eleições para o governo, afirmou ao Portal O Convergente que segue no PDT. Luiz foi candidato ao Senado pelo PDT, obtendo 131.116 mil votos, ficando na 4ª colocação.

Castro declarou que não pretende concorrer a cargo majoritário, mas que pode buscar uma vaga na Câmara Municipal de Manaus (CMM), em 2024. O político tem uma larga experiência política e já foi deputado estadual na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) e prefeito do município de Envira, no Amazonas.

“Não estou saindo do PDT. Não pretendo concorrer a cargo majoritário nas próximas eleições. Quanto à vereança é uma possibilidade que está sendo examinada, ainda sem uma decisão”, declarou.

Possível ida ao MDB

O secretário-geral do PDT no Amazonas e membro do diretório nacional, Stones Machado comentou a saída de Carol Braz da legenda. “É um assunto que já vinha amadurecendo, ela já havia conversado sobre a possibilidade do MDB, são livres, cada um faz a sua avaliação e o que pensa. Nós não somos obrigados a ficar com ninguém que não quer ficar no partido, é o livre arbítrio e depois elas vão avaliar suas ações”, pontuou.

Leia o comunicado de desfiliação na íntegra:
COMUNICADO

“Venho comunicar aos membros do diretório estadual, a todas as companheiras e companheiros militantes dos movimentos do PDT Amazonas, a minha desfiliação da sigla partidária, na qual estive filiada desde o dia 2 de dezembro de 2021.

Em um ano e cinco meses conheci e ganhei muitos amigos no PDT. E a todas e a todos, quero dedicar o meu sentimento de gratidão pelo aprendizado e pela caminhada de luta que travamos juntos no pleito eleitoral de 2022, onde saímos do zero e conquistamos mais de 7% dos votos em Manaus.

Mesmo estando em uma nova agremiação partidária, permaneceremos juntos na busca de soluções e conquistas, defendendo políticas públicas que priorizem justiça social aos mais vulneráveis e lutando pelo desenvolvimento do nosso Brasil, nosso Amazonas e nossa Manaus.

Com carinho e gratidão,

Carol Braz”

Leia mais: TSE dá início à produção de novas urnas eletrônicas para eleições de 2024

 

Por Edilânea Souza

Fotos: Divulgação / Ilustração: Marcus Reis

Revisão textual: Érica Moraes

Fique ligado em nossas redes

spot_img

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -