27.3 C
Manaus
quinta-feira, abril 18, 2024

Coreia do Norte lança o segundo míssil balístico no Mar do Japão, em menos de 48 horas

É o segundo lançamento de Pyongyang em 48 horas, enquanto a irmã de Kim Jong Un alertou sobre transformar o Pacífico em um "campo de tiro"

Por

A Coreia do Norte lançou um novo míssil balístico no Mar do Japão, nesta segunda-feira (20) o segundo em menos de 48 horas, anunciou em Seul o Estado-Maior sul-coreano, sem especificar o tipo de equipamento. “A Coreia do Norte lançou um míssil balístico não identificado contra o Mar do Leste”, disse o Estado-Maior à agência de notícias oficial Yonhap, referindo-se ao nome pelo qual chamam o Mar do Japão.

A Coreia do Norte divulgou um comunicado logo depois dizendo que havia lançado “dois disparos usando lançadores de foguetes múltiplos de 600 mm”, no mar do Leste, referindo-se ao mar do Japão.

O lançamento ocorre menos de 48 horas depois que Pyongyang realizou o que chamou de exercício “surpresa” disparando um míssil balístico intercontinental no sábado, que afirmou demonstrar a capacidade da Coreia do Norte de realizar um “contra-ataque nuclear fatal”.

A Coreia  já havia confirmado neste domingo, 19, o lançamento de um míssil balístico intercontinental no sábado, 18. Autoridades norte-coreanas disseram que o teste tinha sido feito para reforçar sua capacidade de ataque nuclear contra seus rivais. O lançamento ocorreu um dia antes dos exercícios militares anuais entre Estados Unidos e Coreia do Sul, que começaram neste domingo.

Neste domingo, os EUA enviaram bombardeiros B-1B para sobrevoar a Península Coreana, em um treinamento com caças sul-coreanos e americanos, de acordo com o Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul. O órgão acrescentou que o treinamento reafirmou o compromisso de segurança de Washington com os sul-coreanos.

Também neste domingo, Kim Yo-jong, irmã do líder norte-coreano, Kim Jong-un, falou sobre uma “resposta correspondente” aos exercícios militares conjuntos. “A frequência de uso do Pacífico como nosso campo de tiro depende das ações das forças americanas”, disse Kim em comunicado divulgado pela agência de notícias oficial KCNA.

Os disparos de ICBMs (abreviação de míssil balístico intercontinental em inglês) foram os primeiros testes com mísseis da Coreia do Norte desde 1º de janeiro.

Sobre o lançamento de sábado, a KCNA disse que o disparo do Hwasong-15 foi feito por ordem direta de Kim Jong-un. Ainda segundo a agência, o lançamento foi realizado para verificar a confiabilidade da arma e a prontidão de combate da força nuclear do país.

De acordo com autoridades japonesas e sul-coreanas, o míssil foi lançado perto do aeroporto internacional de Pyongyang, na capital norte-coreana, voou cerca de 900 km a leste e caiu nas águas ao norte do Japão.

A última vez que a Coreia do Norte disparou um míssil balístico intercontinental tinha sido em 18 de novembro de 2022, quando usou o Hwasong-17, o míssil de longo alcance mais poderoso da Coreia do Norte.

No entanto, os dados de voo do teste Hwasong-17 indicaram que, se lançado em um ângulo normal, o míssil teoricamente poderia atingir os Estados Unidos.

 

Fonte: Associated Press.

Foto: Divulgação

 

Fique ligado em nossas redes

spot_img

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -