26.3 C
Manaus
quarta-feira, abril 24, 2024

Ministério da Cultura fecha entrada de Machu Pichu após protestos pedindo renúncia da presidente do Peru

Por

O Peru fechou, por tempo indeterminado, o ingresso à cidadela inca de Machu Picchu, joia turística do país, alegando motivos de segurança, dada a dimensão dos protestos pela renúncia da presidente Dina Boluarte. O fechamento ocorreu desde o último sábado, 21/1.

“Determinou-se o fechamento de rede de trilhas incas e da llaqta (cidadela) de Machu Picchu, ante a conjuntura social e para salvaguardar a integridade dos visitantes”, informou o Ministério da Cultura, em um comunicado, acrescentando que a medida ficará em vigor “até novo aviso”.

Na última quinta-feira, 19/1, milhares de pessoas foram às ruas em cidades do Peru para pedir a saída da presidente do país, Dina Boluarte. Foi a maior manifestação na capital, Lima, desde o início dos protestos em dezembro, que já deixaram mais de 50 mortos.

Muitas pessoas de fora da cidade viajaram para participar dos atos, em um movimento que foi chamado de “tomada de Lima”. Manifestantes e policiais entraram em confrontos.

Protestos – As manifestações no país começaram depois que o Congresso derrubou o presidente Pedro Castillo, no dia 7 de dezembro. Castillo foi preso e condenado a uma pena inicial de 18 meses.

Ainda quando era presidente, ele era investigado em diversos processos. Castillo, então, tentou dissolver o Congresso. Sem apoio do exército, do Judiciário e do Legislativo, ele foi derrubado e preso horas depois. A vice-presidente, Dina Boluarte, assumiu o cargo.

Desde então, muitas pessoas, especialmente do sul do país, têm se manifestado para pedir a renúncia de Boluarte, o fechamento do Congresso, uma nova Constituição e a libertação de Castillo.

 

Da Redação com informações g1

Foto: Ernesto Arias / EPA

Fique ligado em nossas redes

spot_img

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -