26.3 C
Manaus
sexta-feira, maio 17, 2024

Em entrevista, Omar Aziz diz que leis sobre armamento da população deve mudar

O senador e integrante do grupo de justiça e segurança pública da equipe de transição de governo disse que há a possibilidade de o Ministério da Justiça ser desmembrado em dois

Por

O senador Omar Aziz (PSD-AM), que integra o grupo de justiça e segurança pública da equipe de transição, disse nesta segunda-feira, 28/11, entrevista à CNN, que o novo governo deve mudar as leis que facilitaram o armamento da população.

“Esse governo facilitou ao máximo o armamento. Quem tem acesso a isso não é a população mais carente”, disse. Aziz defendeu a criação de uma política de estado para que o armamento esteja concentrado nas polícias, e que elas estejam bem treinadas para lidar sobretudo com a questão da entrada de drogas no país.

O senador também disse que uma das propostas em discussão é o desmembramento do Ministério da Justiça e da Segurança Pública em dois. A Justiça trataria de questões relacionadas a “presídios, direitos humanos e inserção social”, segundo ele. A Segurança Pública trataria do avanço da criminalidade, e Aziz pontua que seria o primeiro governo a ter um projeto de estado focado neste tema.

Apoio do PSD a Lula – Aziz disse que maioria dos senadores do Partido Social Democrático (PSD) – que terá a segunda maior bancada no Senado, atrás do PL apenas – apoia o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) desde o primeiro turno.

“Estaremos votando projetos e programas para ajudar o Brasil a sair da crise que estamos vivendo”, disse. Ele ressaltou que não é contra a PEC proposta pela equipe de transição, já que o compromisso de continuar com o auxílio era uma proposta de ambos os candidatos à presidência

“O Congresso precisa ter essa sensibilidade para aprovar a PEC”, disse Aziz.

—–

Da Redação com informações da CNN

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -