25.3 C
Manaus
quarta-feira, maio 29, 2024

TCE-AM aprova inspeção extraordinária em Borba por possíveis irregularidades cometidas na gestão do prefeito Simão Peixoto

Proposta de inspeção extraordinária foi pedida pelo corregedor do TCE-AM e relator das contas de Borba, conselheiro Ari Jorge Moutinho Júnior, e teve voto favorável dos conselheiros Yara Lins dos Santos, Mario de Mello, Josué Cláudio, Fabian Barbosa, além do conselheiro convocado Luiz Henrique Mendes. O conselheiro-presidente Érico Desterro também se manifestou favorável à inspeção

Por

O Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) aprovou nesta terça-feira, 13/9, uma inspeção extraordinária em Borba, por suspeitas de possíveis irregularidades cometidas na gestão do prefeito município, Simão Peixoto (PP), com o descumprimento recorrente do limite de gastos com pessoal, denúncias de uso indevido de recursos municipais, entre outras denúncias, relativas aos exercícios de 2019, 2020 e 2021.

Segundo o corregedor do TCE-AM e relator das contas de Borba, conselheiro Ari Jorge Moutinho Júnior, há reincidência por parte da Prefeitura de Borba, de responsabilidade do prefeito Simão Peixoto Lima, que inclusive já foi alertado pela Corte de Contas sobre limites de gastos.

“Senhor presidente quero aproveitar o momento para comunicar a este plenário e solicitar a manifestação dos senhores, a respeito de uma propositura nossa, uma inspeção extraordinária no município de Borba. Já é reincidente aquele prefeito, aquele gestor, em relação a recorrente descumprimento do limite de gastos com pessoal ao longo dos últimos exercícios de 2019/2020 e 2021, ultrapassando os limites, alertado por esta Corte e não cumprindo”, disse o conselheiro durante a 33ª Sessão Ordinária desta terça-feira.

Ainda segundo Ari Jorge Moutinho Junior, há outras denúncias graves contra Simão Peixoto e o objetivo desta inspeção será o de evitar um caos no município, uma vez que há graves denúncias de uso indevido do dinheiro municipal na compra de cestas básicas.

“Há denúncias graves com a utilização indevida de recursos municipais, com relação a aquisição das cestas básicas por parte daquela municipalidade, há denúncia em nosso portal, ele se utilizando da questão da enchente para aquisição em caráter emergencial de cestas básicas, material de limpeza. Enfim, a situações que é melhor nós inspecionarmos para não termos o caos estabelecido e firmado naquela municipalidade”, disse o relator das contas de Borba.

Aprovação – A proposta de inspeção extraordinária teve voto favorável dos conselheiros Yara Lins dos Santos, Mario de Mello, Josué Cláudio, Fabian Barbosa, além do conselheiro convocado Luiz Henrique Mendes. O conselheiro-presidente Érico Desterro também se manifestou favorável à inspeção.

 

Veja o vídeo aqui

 

Da Redação

Fotos: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -