25.3 C
Manaus
quarta-feira, maio 29, 2024

José Melo fala sobre campanha eleitoral, mídias sociais e imbróglios em torno de sua candidatura no quadro ‘Debate Político’

Durante a entrevista, concedida na segunda-feira, 15/8, para O Convergente, o ex-governador do Amazonas e atual candidato ao cargo de deputado estadual pelo Pros, falou que vive um momento totalmente atípico, onde a tecnologia e as mídias sociais se tornaram instrumentos fundamentais na arte de fazer política, e que precisou se readaptar a tudo isso

Por

“Eu quero disputar essa eleição, concorrer a uma das 24 vagas para deputado estadual, porque sou o único candidato com cargo proporcional que está apresentando a matriz econômica ambiental”, declarou o ex-governador do Amazonas, José Melo (Pros), durante entrevista para o quadro “Debate Político”, do Portal O Convergente, realizada na segunda-feira, 15/8.

Na ocasião, Melo falou sobre estratégias de campanha e ressaltou, ainda, que vive um momento totalmente atípico, onde a tecnologia e o uso das mídias sociais podem servir como ferramenta para impulsionar uma campanha eleitoral.

“Em primeiro lugar, eu tive que me readaptar. Eu sou das antigas, coordenei algumas campanhas aqui, no Amazonas, no formato antigo. No período em que as mídias sociais entraram para a campanha, eu estava afastado do processo político. Então eu tive que me readaptar”, pontuou o ex-governador do Estado, que disse, ainda, que passou a ver as mídias sociais como uma espécie de “instrumento fantástico para a vida das pessoas”.

Imbróglios – No decorrer da entrevista, Melo também citou os imbróglios envolvendo a sua candidatura nos últimos dias, após ter seu nome excluído da lista de candidatos elaborada pela atual diretoria do Partido Republicano da Ordem Social (Pros), durante uma convenção partidária realizada na última sexta-feira, 12/8.

“Quando fizemos a convenção no dia 5 [de agosto], quem estava no poder era o grupo anterior a esse que está hoje. Nós fizemos uma convenção dentro da lei, com o prazo estabelecido pela lei desde o dia da convocação e com a presença do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), cumprindo todos os requisitos legais e regimentais”, salientou Melo.

Segundo ele, no dia 4 de agosto havia sido feita uma outra convenção por um outro grupo da legenda que, segundo o Supremo Tribunal de Justiça (STJ), não estava no poder por conta de uma decisão judicial.

“Três dias depois dessas duas convenções, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) coloca novamente no poder o grupo anterior [fundador do partido], mas já haviam duas atas em andamento [do segundo grupo]. Daí, fizeram uma terceira convenção do partido, mas dessa vez me excluindo”, explica o ex-governador do Estado, que afirmou ser fundador do Pros no Amazonas.

Contudo, José Melo recorreu ao Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), no último sábado, 13/8, contra a atual direção estadual do Pros, e conseguiu fazer seu registro de candidatura para concorrer ao cargo de deputado estadual no pleito deste ano, junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Confira a entrevista na íntegra:

—-

Por Narel Desiree
Fotos: Narel Desiree | Capa: Marcus Reis

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -