25.3 C
Manaus
terça-feira, maio 28, 2024

Estranheza: Em Rio Preto da Eva, Anderson Sousa aluga picapes em empresa do ex-prefeito do município por mais de R$ 1,6 milhão

Um fato que causa estranheza na contratação dos veículos é que na Ata de Registro de Preços do certame, o contrato tem validade de cinco meses e cinco dias, mas o valor a ser pago é equivalente a um ano de aluguel. Além disso, a empresa Alto Rio Empreendimentos e Construções Civil Eireli, única vencedora da licitação, pertence ao ex-prefeito do município, Fúlvio da Silva Pinto

Por

A Prefeitura de Rio Preto da Eva, comandada por Anderson Sousa (União Brasil), decidiu gastar mais de R$ 1,6 milhão em aluguel de vinte picapes 4×4, zero quilômetro. O acordo foi firmado com a empresa Alto Rio Empreendimentos e Construções Civil Eireli, especialista em serviços de engenharia, que pertence ao ex-prefeito do município, Fúlvio da Silva Pinto.

Em 2013, Fúlvio Pinto e o atual prefeito de Rio Preto, Anderson Sousa, tiveram seus nomes envolvidos em uma trama que teria mandado matar o prefeito da época, Luiz Ricardo Chagas, o vice-prefeito Ernani Santiago, e o procurador do município, Erick Franco de Sá. Na ocasião, Fúlvio Pinto também respondia processo no Tribunal de Justiça do Amazonas (Tjam) por improbidade administrativa.

Contrato – O serviço contratado pela Prefeitura de Rio Preto da Eva vai custar aos cofres públicos da cidade o valor global de R$ 1.680.000,00 (um milhão, seiscentos e oitenta mil reais). A informação do novo contrato foi publicada no Diário Oficial dos Municípios do Amazonas, no dia 26 de julho, e foi realizada por meio do Pregão Presencial Nº 022/2022.

A contratação com a empresa Alto Rio Empreendimentos, de acordo com a Ata de Registro de Preços, foi feita sem motorista e sem combustíveis, mas com a manutenção preventiva e corretiva, além de seguro inclusos, pelo prazo de cinco meses e cinco dias, o que não condiz com o valor que será pago pelo aluguel das picapes de R$ 1.680 milhão, uma vez que o cálculo foi feito pelo prazo de um ano, pois cada veículo custará R$ 7 mil mensais à Prefeitura.

O que chama atenção, é que se calculado os cinco meses e cinco dias, o valor não chegaria a R$ 800 mil.

Empresa – A Alto Rio Empreendimentos e Construções Civil Eireli está situada no município, possui R$ 3 milhões em capital social e está registrada no site da Receita Federal com o CNPJ 01.762.828/0001-40. Embora a empresa seja especialista em serviços de engenharia, ela possui mais de 75 atividades secundárias, em que inclui na posição 70ª a de locação de automóvel sem condutor, serviço ofertado à Prefeitura de Rio Preto da Eva.

Retorno – Diante do levantamento feito, o Portal O Convergente procurou a Prefeitura de Rio Preto da Eva para buscar mais informações da contratação e se de fato o contrato só terá vigência de cinco meses e cinco dias e o porquê do valor a ser pago será pelo prazo de um ano. No entanto, não houve retorno das informações até o fechamento desta matéria.

Confira os documentos:

Da Redação

Fotos: Divulgação / Ilustração: Marcus Reis

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -