27.3 C
Manaus
quarta-feira, maio 22, 2024

Após retorno do recesso na CMM, David Reis segue deixando comando das sessões plenárias com outros parlamentares

Desde o retorno do recesso parlamentar, na última segunda-feira, 1º/8, David Reis, que é presidente da Casa, não presidiu nenhuma das sessões. Pré-candidato a deputado federal, David Reis coleciona diversas polêmicas em sua gestão à frente da Câmara Municipal de Manaus (CMM). Uma delas ganhou destaque na mídia nacional, que foi a compra dos kits fotográficos em abril deste ano, para os 41 vereadores

Por

O retorno dos trabalhos no plenário da Câmara Municipal de Manaus (CMM), mais uma vez foi marcado por embates, sessões vazias e sem a presença do presidente da Mesa Diretora da Casa Legislativa, o vereador David Reis (Avante). Não é de hoje que o parlamentar deixa o comando das sessões com os demais pares, e neste período de pré-campanha e campanha eleitoral parece que a tônica será a mesma.

As sessões plenárias retornaram na última segunda-feira, 1º/8, após 15 dias de recesso parlamentar. Em nenhuma das três sessões realizadas nesta semana, Reis esteve presidindo, apenas fez uma aparição durante a sessão dessa quarta-feira, 3/8, conversando com alguns parlamentares, sem se pronunciar na tribuna. Mesmo após o recesso, David segue o que vem fazendo ao longo de sua gestão, que é de não presidir muitas das sessões. Por sinal, Reis também é pré-candidato a deputado federal, o que pode ainda interferir para que mais sessões não contem com a sua presença na CMM.

Gestão conflituosa – David Reis está há mais de um ano e meio como presidente na CMM, mas sua gestão tem sido marcada por conflitos e embates, a contar pela tentativa da construção de um prédio anexo à CMM, que custariam quase R$ 32 milhões e os aluguéis de picapes para os 41 parlamentares, mas ambos processos foram barrados pela Justiça do Amazonas; o aumento da Cota para o Exercício Parlamentar (Ceap), mais conhecida como “Cotão”, que passou de R$ 18 mil para mais de R$ 33 mil; um contrato milionário para instalação de painéis solares na Câmara Municipal, que se tornou alvo de investigação no Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) por suspeitas de irregularidades.

Já em abril deste ano, o TCE-AM também acatou uma representação com medida cautelar, para apurar as possíveis irregularidades de superfaturamento em uma licitação feita por David Reis, para a compra dos equipamentos de fotografia, que ficou conhecido como o “kit selfie”, por mais de R$ 630 mil. O caso ganhou repercussão nacional.

 

 

Da Redação

Fotos: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -