27.3 C
Manaus
quinta-feira, abril 18, 2024

Presidente Bolsonaro lamenta morte de Shinzo Abe e decreta luto oficial no país

Shinzo Abe, de 67 anos, morreu após ser baleado enquanto fazia um discurso na cidade de Nara, no oeste do Japão. Um suspeito foi preso e uma espingarda, apreendida. A morte do ex-primeiro-ministro do Japão gerou repercussão internacional e além de Bolsonaro outros políticos do mundo lamentaram o ocorrido  

Por

Após a repercussão do assassinato do ex-primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe,  nesta sexta-feira, 8/7, o  presidente Jair Bolsonaro (PL) lamentou o ocorridoEm um post nas redes sociais ele escreveu: “Recebo com extrema indignação e pesar a notícia da morte de Shinzo Abe, líder brilhante que foi um grande amigo do Brasil”.

Bolsonaro decretou luto oficial no país por três dias. “Como sinal de nosso respeito ao povo japonês, de reconhecimento pela amizade de Shinzo Abe com o Brasil e de solidariedade diante de uma crueldade injustificável, decretei luto oficial em todo o país durante três dias”.

Crime  –  Shinzo Abe, de 67 anos, morreu após ser baleado enquanto fazia um discurso na cidade de Nara, no oeste do Japão. Um suspeito foi preso e uma espingarda, apreendida.

A morte do ex-primeiro-ministro do Japão gerou repercussão internacional e além de Bolsonaro outros políticos do mundo lamentaram o ocorrido.

“Estou consternado e profundamente triste com as notícias de que meu amigo Shinzo Abe, ex-primeiro-ministro do Japão, foi baleado e morto durante campanha. Isso é uma tragédia para o Japão e para todos que o conheciam. Eu tive o privilégio de trabalhar de perto com Abe. Como vice-presidente, eu o visitei em Tóquio e o recebi em Washington. Sua visão sobre (a região do) Indo-pacífico aberto perdurarão. Até no momento em que foi atacado, ele estava engajado no trabalho da democracia”, disse Joe Biden, presidente dos Estados Unidos.

“Acredito que todos estão tão surpresos e tristes quanto eu. Taiwan e Japão são países democráticos com estado de direito. Em nome do meu governo, gostaria de condenar severamente atos violentos e ilegais. O ex-primeiro-ministro Abe não é apenas um bom amigo meu, mas também um amigo fiel de Taiwan. Ele apoiou Taiwan por muitos anos e não poupou esforços para promover o progresso das relações Taiwan-Japão”, falou Tsai Ing-Wen, presidente de Taiwan.

— —

Da Redação com informações do UOL e do G1

Foto: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

spot_img

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -