26.3 C
Manaus
quarta-feira, abril 24, 2024

Manaus pode ter o primeiro caso da varíola dos macacos, alerta a Secretaria de Saúde do Amazonas

Segundo a SES-AM, o material biológico do paciente foi coletado para a realização de mais exames, mas ainda não há um resultado conclusivo e o caso segue em investigação

Por

A cidade de Manaus pode ter o primeiro caso da doença Monkeypox (varíola dos macacos). O alerta foi dado nessa sexta-feira, 1º/7, por meio de nota, pela Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM) que informou que a Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) atendeu um paciente com diagnóstico clínico compatível com a doença.

De acordo com a SES-AM, o material biológico do paciente foi coletado para a realização de mais exames, mas ainda não há um resultado conclusivo e o caso segue em investigação.

Ainda na nota, a SES-AM informa que o paciente é um jovem, sem comorbidades, e que o mesmo foi atendido e notificado junto ao sistema de vigilância epidemiológico e ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS).

O paciente segue em acompanhamento clínico e de vigilância epidemiológica, em isolamento domiciliar, já com retorno programado para atendimento e novos exames e as demais pessoas que tiveram contatos com o paciente também estão sendo investigadas.

Ao Portal O Convergente, o diretor de Assistência Médica da FMT-HVD e infectologista, Dr. Antônio Magela, informou que todas as medidas estão sendo tomadas pelo Sistema de Vigilância do Estado e quem apresentar os sintomas deve procurar imediatamente assistência médica.

“O Sistema de vigilância está sensível para estes casos e já existe um fluxo para os atendimentos. A orientação para a população é ficar atenta aos sinais e sintomas e continuarem tomando as medidas de proteção que já estão estamos habituados. Distanciamento e higiene. Quem suspeitar de qualquer sinal ou sintoma deve procurar a assistência de saúde mais próxima de sua residência”, disse Magela.

Sobre a doença – A varíola dos macacos é uma infecção viral rara e os sintomas são parecidos com os de uma gripe e há inchaço de gânglios linfáticos. Após isso, progride para uma erupção de bolhas pelo corpo todo.

O período de incubação da varíola dos macacos é geralmente de seis a 13 dias, mas pode variar de cinco a 21 dias, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Contaminação – A transmissão ocorre por contato próximo com lesões, fluidos corporais, gotículas respiratórias e materiais contaminados, como roupas de cama.

Casos no Brasil – Até esta sexta-feira, 1º/7, o Ministério da Saúde registrou 48 casos confirmados da doença no país.

 

Da Redação

Foto: Divulgação / ONU

Fique ligado em nossas redes

spot_img

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -