30.3 C
Manaus
quarta-feira, junho 12, 2024

Ministro Barroso prorroga por mais 60 dias inquérito contra senadores de Roraima, Chico Rodrigues e Telmário Mota

Inquérito foi aberto, em setembro de 2020, para apurar possível fraude na aquisição de kits de testes rápidos para detecção da Covid-19 e irregularidades no processo de compra de centrais de ar condicionado para a maternidade de Rorainópolis (RR)

Por

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, autorizou a prorrogação, por mais 60 dias, de um Inquérito (INQ 4852) que investiga suposto envolvimento dos senadores de Roraima Chico Rodrigues (União Brasil-RR) e Telmário Mota (PROS-RR) em esquema de fraudes e desvio de verbas federais destinadas ao combate da pandemia de Covid-19 em Roraima. A prorrogação atende a pedido da Polícia Federal (PF) e visa a realização de diligências faltantes, inclusive, a renovação do interrogatório do senador Chico Rodrigues.

O inquérito foi aberto, em setembro de 2020, para investigar possível fraude na aquisição de kits de testes rápidos para detecção da doença e irregularidades no processo de compra de centrais de ar condicionado para a maternidade de Rorainópolis (RR).

Na ocasião, a Procuradoria-Geral da República (PGR) afirmou que os elementos obtidos demonstrariam o potencial envolvimento do senador Chico Rodrigues com a empresa Quantum Empreendimentos de Saúde, que forneceu os kits de teste rápido para a detecção da Covid-19, “havendo indícios de atuação do investigado no direcionamento da contratação à referida empresa”. Já o senador Telmário Mota é autor de emenda parlamentar com o objetivo da aquisição das centrais de ar condicionado.

Em manifestação em que se posicionou favorável à prorrogação, a PGR ressaltou que ainda faltam realizar diligências importantes para o deslinde das investigações. Segundo o documento, o aprofundamento das apurações é necessário para esclarecer os fatos imputados aos senadores Chico Rodrigues e Telmário Mota.

Reação – Na manhã desta terça-feira, 21/6, o senador Telmário Mota reagiu à decisão do Supremo. “Estão dando vitamina para corruptos me jogarem na vala comum dos ladrões de Roraima e do Brasil”, alegou Telmário Mota, por meio de nota a um veículo de comunicação da região Norte.

Mesmo com o nome envolvido em várias polêmicas, o senador de Roraima, que tentará a reeleição no pleito deste ano, disse, ainda, que pretende provar sua inocência. “Vou provar para o meu povo que jamais roubei dinheiro público. Sigo lutando a favor da minha gente, de mãos limpas e cabeça erguida”, garantiu o senador.

—-

Da Redação com informações do STF
Fotos: Reprodução / Capa: Marcus Reis

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -