27.3 C
Manaus
quarta-feira, maio 22, 2024

Governo do Amazonas anuncia construção de 50 pontes em 16 bairros de Manaus

Em processo de licitação, as novas pontes em concreto armado vão substituir estruturas de madeira em cinco zonas da capital. O investimento é na ordem de R$ 70 milhões, e fazem parte do programa +Pontes

Por

A construção de 50 novas pontes em concreto armado em 16 bairros, de cinco diferentes zonas de Manaus, foi anunciada pelo governador do Amazonas, Wilson Lima (União Brasil). São investimentos de R$ 70 milhões, que fazem parte do programa +Pontes, executado pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus (Seinfra).

As obras estão em processo de licitação no Centro de Serviços Compartilhados (CSC) e tem o objetivo de melhorar a mobilidade urbana e a segurança da população que depende dessas estruturas para transitar nos bairros.

“A gente sabe o quanto isso é importante para fazer a ligação entre os bairros. Em alguns casos, os moradores precisam dar uma volta muito grande quando há uma ponte em condições precárias. É importante (novas pontes) para os alunos fazerem essa travessia com segurança. Estamos com esse projeto pronto e logo vamos dar início”, destacou Wilson Lima.

O governador afirmou, ainda, que o investimento do Estado vai contribuir com o trabalho que a Prefeitura de Manaus vem desenvolvendo para reconstrução de pontes, fortalecendo a atuação em conjunto no enfrentamento dos problemas da capital, a exemplo da execução do programa Asfalta Manaus, para recuperação de 10 mil ruas da capital e que conta com R$ 150 milhões em recursos do Governo do Estado.

De acordo com a Seinfra, o +Pontes inicialmente contempla a construção de 50 novas pontes de concreto armado em 16 bairros de Manaus, sendo cinco pontes na zona centro-oeste; quatro na zona centro-sul; 15 na zona leste; 20 na zona norte; e seis na zona oeste.

Serão construídas pontes em concreto armado com cerca de 12 metros de comprimento e 10 metros de largura; plataforma de oito metros de largura para passagem de veículos e um metro de passagem lateral para pedestre (passarela).

Para o secretário de Estado de Infraestrutura, Carlos Henrique Lima, as novas pontes irão proporcionar segurança e melhorias na mobilidade. “Essas pontes vão levar dignidade para a população, garantindo o direito de ir e vir do cidadão. Nós vamos interligar o sistema viário, de modo que que possa desafogar o trânsito das principais avenidas.  Além disso, também vai gerar economia para os cofres públicos, visto que as pontes em madeira são mais frágeis e com o tempo elas desgastam, caem ou quebram”, ressaltou o secretário.

Algumas dessas pontes serão construídas em locais de periferia, onde atualmente a população precisa passar por passarela de madeira, para terem acesso às avenidas principais do bairro.

As pontes também facilitarão a integração do sistema viário, visto que possibilitarão a passagem de carros. É o caso do projeto da ponte no bairro Cidade Nova, que permitirá o acesso da rua Andorinhas à rua 11; e do bairro Flores, que permitirá a integração da rua Marquês de Jerusalém à rua Capitão José Simões de Carvalho.

—-

Da Redação com informações da Secom

Foto: Bruno Zanardo/Secom

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -