34.3 C
Manaus
quinta-feira, fevereiro 22, 2024

Confusão: Prefeitura de Urucurituba contrata show do padre Antônio Maria por meio milhão, volta atrás e diminui o valor após repercussão

Após publicar o Extrato do Termo de Contrato no valor de R$ 500 mil, no dia 12 de maio, a Prefeitura do município voltou atrás e divulgou uma ratificação alterando o valor do contrato para R$ 118 mil

Por

Com o município de Urucurituba em situação de alerta devido à cheia do Rio Amazonas, o prefeito da cidade, Claudenor Pontes (PT), o “Sabugo”, pretendia gastar R$ 500 mil contratando o Padre Antônio Maria para se apresentar na “Festa do Divino Espírito Santo de Urucurituba”, prevista para acontecer em agosto. Entretanto, após a repercussão, “Sabugo” voltou atrás e publicou uma ratificação do contrato informando que o show do padre, que é cantor, será R$ 118 mil.

Além do padre, a Prefeitura também vai gastar R$ 120 mil para contratar o cantor gospel Anderson Freire, para show no município que ainda não tem data definida. Por conta de contratações de shows para festas no município com valores exorbitantes, “Sabugo” virou alvo do Ministério Público do Amazonas (MPAM).

De acordo com o Extrato do Termo de Contrato nº 011/2022, assinado pelo prefeito “festeiro” no dia 11 de maio, quarta-feira, e publicado no Diário Oficial da Associação Amazonense dos Municípios (AAM) no dia seguinte, o gestor municipal firmou contrato com a empresa Cana Produções & MS Ltda, inscrita no CNPJ nº 22.515.056/0001-75, sediada em São Paulo, da qual é responsável por gerenciar o Padre Antônio Maria.

Curiosidade – Nesta sexta-feira, 13/5, a Prefeitura de Urucurituba publicou uma ratificação no Diário Oficial, reconsiderando o valor do contrato para R$ 118 mil, reduzindo em quase 80% o valor citado anteriormente no documento.

Assessoria do Padre – Sobre o valor de R$ 500 mil divulgado pela Prefeitura de Urucurituba na quinta-feira, 12/5, a assessoria do Padre Antônio Maria negou que seja o valor cobrado.

“O valor [do show em Urucurituba] é de R$ 118 mil e está incluso o imposto de prestação de serviço, passagem aérea, diária de alimentação da equipe e show do padre. As prefeituras já contratam com 100% incluso. Eu ficaria até feliz pelo valor [de meio milhão]”, informou.

Alvo do MPAM – O Ministério Público do Amazonas (MPAM) ajuizou uma Ação Civil Pública (ACP), com pedido de urgência, para que a Prefeitura de Urucurituba suspenda as contratações dos shows da dupla sertaneja, Bruno e Marrone e do grupo de pagode Sorriso Maroto. Conforme matéria publicado pelo Portal O Convergente, “Sabugo” contratou as atrações nacionais para se apresentarem na 17ª Festa do Cacau, entre os dias 15 a 18 de junho, no município. Segundo o MPAM, os gastos com os dois shows poderiam chegar a R$ 1 milhão.

Sem resposta – A equipe do Portal O Convergente tentou contato com a Prefeitura de Urucurituba, por e-mail e telefone, para esclarecer sobre os valores do contrato, mas não obteve resposta até o momento desta publicação.

—-

Por Narel Desiree
Capa: Neto Ribeiro

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -