30.3 C
Manaus
quarta-feira, junho 12, 2024

Vereador Amom Mandel participa da estreia do quadro ‘Letícia Barbosa Conversa’, do Portal O Convergente

Temas como transparência e demandas da capital amazonense foram abordados durante entrevista ao Portal O Convergente

Por

Transparência, possíveis omissões da Câmara Municipal de Manaus (CMM) em relação a tramitação de Projetos de Lei, e os trabalhos desempenhados pelo vereador Amom Mandel (sem partido) foram temas discutidos durante a estreia no quadro “Letícia Barbosa Conversa”, do Portal O Convergente, realizada nesta quinta-feira, 10/2.

A apresentadora, Letícia Barbosa começou a entrevista indagando o vereador Amom Mandel, que também é ouvidor da CMM, sobre a falta de transparência da Casa legislativa, que mais uma vez, entra em pauta na política do Amazonas. Na oportunidade, a apresentadora perguntou como o vereador gostaria de trabalhar essa questão.

“O Portal da Transparência está sendo a última prioridade de toda essa mudança que está tendo no site. O que na minha opinião, um sintoma do que é prioridade e do que deixa de ser prioridade na gestão da própria presidência da Câmara. Eu acho que é inadmissível que o portal da transparência seja o último a passar por essa transição e que fique tanto tempo inacessível. Quem acessar agora, vai ver que a gente ainda tem ali algumas inconsistências entre o layout antigo e o novo e também temos arquivos faltando. Você acessa lá, clica em qualquer arquivo e muito provavelmente vai ser direcionado para uma página indisponível no site da Câmara”, argumentou Amom Mandel.

Omissão – Outro assunto abordado durante a entrevista foi relacionado a um possível descaso no cumprimento de um prazo legislativo na Câmara Municipal, que pode culminar na perda do mandato de presidente da CMM do vereador David Reis (Avante), conforme regras estabelecidas no Artigo 228, § 2º, do Regimento Interno da Casa Legislativa. Na ocasião, Amom explicou como funcionam esse trâmite na CMM.

“Estamos apurando um documento que surgiu de um suposto veto, mas que só foi protocolado ali no sistema e dado conhecimento no plenário no dia 9 de fevereiro. Se o prefeito não promulgar as leis nos prazos previstos, e ainda no caso de sanção tácita, o presidente da Câmara a promulgará e, se este não o fizer no prazo de 48 horas, caberá ao vice-presidente obrigatoriamente fazê-lo, implicando, neste caso, a perda do mandato do presidente da Casa”, explicou Amom.

Na oportunidade, Amom Mandel também ressaltou, sobre o aumento do cotão, sua desfiliação do podemos e como avalia o seu mandato como parlamentar, mesmo sendo o parlamentar mais jovem eleito na capital amazonense.

“Eu acho que a minha experiencia a cada dia na Câmara Municipal, a cada batalha que é travada continuo sempre tentando aprender nos cursos que eu faço de Gestão Pública e Direito, e também aprendendo no dia a dia, no diálogo com todos os vereadores, com todos os parlamentares a nível estadual, federal, qualquer tipo de ativista e veículos de comunicação”, enfatizou o parlamentar.

O vereador, ainda destacou seus objetivos para este ano, ressaltando que pretende cumprir todos os seus compromissos feitos durante a sua campanha.

“O meu objetivo é primeiro cumprir todos os meus compromissos de campanha e posteriormente é ajudar outras pessoas a entrarem para a política partidária, pessoas ligadas a política social aqui, que eu chamo de boa política. O meu projeto político passa pela inserção cada vez mais e pela expansão desse grupo, porque acredito que eu sozinho não consigo fazer muita coisa, mas que nós em conjunto, enquanto grupo podemos conseguir atingir alguns objetivos maiores”, declarou.

Confira a entrevista na íntegra:

 

Fotos:

—–
Por Eriana Monteiro
Fotos/vídeo: Marcus Reis

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -