27.3 C
Manaus
quarta-feira, maio 22, 2024

No Careiro da Várzea empresa de limpeza pública é contratada por R$ 1,5 milhão, mas serviço não é executado

Moradores reclamam que o serviço vem sendo executado pela população e por servidores públicos municipais. Conforme eles, até o momento nenhum trabalhador terceirizado começou a trabalhar na limpeza do município, mesmo havendo e, vigor um contrato milionário

Por

O município do Careiro da Várzea (a 19 quilômetros de Manaus) foi um dos mais afetados pela cheia deste ano, quando a cidade ficou completamente inundada. Agora que o rio começou a baixar começam a aparecer lixo, resíduos diversos, lodo e outros materiais que precisam ser recolhidos para que a cidade volte à normalidade. Porém, apesar de o prefeito Pedro Guedes (PSD) ter contratado, por mais de R$ 1,5 milhão, uma empresa para realização deste serviço, os moradores reclamam de que não houve qualquer incremento na limpeza pública do município.

Conforme a licitação Nº 007/2021, a empresa PR Serviços de Reformas Prediais Ltda, CNPJ 18.928.942/0001-08, sediada em Manaus, foi contratada “para prestação de serviços de limpeza pública no município de Careiro da Várzea”, pelo valor de R$ 1.584.014,12 (um milhão, quinhentos e oitenta e quatro mil, quatorze reais e doze centavos). Os dados são do Diário Eletrônico dos Municípios do Amazonas.

Confira os documentos:

Nas redes sociais, a prefeitura divulgou um vídeo no dia 5/8 em que mostra funcionários com o fardamento da Secretaria de Obras e outros que parecem ser moradores locais sem equipamento de proteção ou fardamento. Em nenhum momento do vídeo aparecem colaboradores de empresa terceirizada na execução dos serviços de limpeza.

“O prefeito determinou à Secretaria de Obras e Infraestrutura empenho total na limpeza da sede para o quanto antes apagar todo resquício dessa enorme enchente que marcou a vida de muitos, deixando triste lembranças”, diz em vídeo.

Veja o vídeo: 

“Eu não acredito que ele gastou tudo isso com uma empresa de Manaus. Ele poderia ter pagado para os trabalhadores daqui mesmo. Esse valor é muito alto e eu nem cheguei a ver esse pessoal trabalhando aqui. Na verdade muitos moradores mesmo estavam ajudando na limpeza das ruas e retirando as madeiras”, disse um morador que preferiu manter o anonimato.

Ao Portal O Convergente, a moradora da comunidade Marimba, Monique Silva falou sobre as dificuldades enfrentadas durante a cheia recorde que inundou várias casas da comunidade. Conforme ela, os moradores da comunidade sofreram sem o suporte do executivo municipal.

“Muitos moradores da minha comunidade tiveram que deixar suas casas porque foi para baixo d’agua e a prefeitura se quer deu ajuda com madeira ou rancho para as pessoas mais vulneráveis. O prefeito só se preocupa com a sede, quem mora mais afastado não tem suporte nenhum. A última vez que vimos ele por aqui foi na época das eleições”, criticou a moradora.

Sobre o assunto, o Portal O Convergente entrou em contato com a prefeitura de Careiro da Várzea, mas não obteve retorno até o fechamento dessa matéria.
— —

Da Redação

Fotos: Divulgação / Ilustração: Marcus Reis

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -