26.3 C
Manaus
terça-feira, junho 18, 2024

Das redes sociais para tribuna: Vereadores discutem sobre abordagem a motorista de ônibus

A abordagem do vereador Rodrigo Guedes a um motorista do transporte coletivo no final de semana gerou discussão na CMM, bate-boca virtual e o registro de um Boletim de Ocorrência contra o diretor e presidente do Sindicato dos Rodoviários

Por

Após repercussão do vídeo do vereador Rodrigo Guedes (PSC) em que ele intercepta a viagem de um motorista de ônibus do transporte coletivo viralizar nas redes sociais, os ânimos esquentaram na tribuna da Câmara Municipal de Manaus (CMM) e mídias sociais. Sobretudo, depois que o vereador Jaildo Oliveira (PCdoB) afirmou que Guedes estava querendo se promover às custas dos trabalhadores do transporte coletivo. As discussões acaloradas que iniciaram na casa legislativa reverberaram nas redes sociais.

Confira o vídeo:

No último final de semana, o vereador Rodrigo Guedes gravou um vídeo em que para um motorista de ônibus coletivo após o condutor não parar para uma idosa embarcar. O vídeo gerou revolta no Sindicato dos Rodoviários que, em resposta ao vereador, publicou um vídeo nas redes sociais ameaçando o vereador de apanhar de cinto.

Confira o vídeo:

 

Após o episódio, o assunto foi levado à CMM pelo vereador Jaildo Oliveira que, aos gritos, confrontou a atitude de Guedes. Jaildo, que já foi da diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviários de Manaus (STTRM) e se elegeu sob a alcunha de Jaildo dos Rodoviários, defendeu a classe e classificou a atitude de Guedes como grotesca. Para Oliveira, havia outros meios para que a irregularidade fosse apurada.

“Eu repudio qualquer ação de politicagem nas fiscalizações feitas em Manaus. A ação de um vereador feita neste fim de semana foi de forma errada e poderia prejudicar não só o motorista, mas também os passageiros que estavam dentro do ônibus, que poderiam ter se acidentado”, disse Jaildo Oliveira em suas redes sociais.

Mesmo afrontado pelos trabalhadores do transporte coletivo, o vereador Rodrigo Guedes disse que não pretende se omitir das fiscalizações. Para o parlamentar, as críticas a sua atitude são uma forma de tentar invalidar os problemas que ocorrem com a população que utiliza do serviço de transporte público.

“Vou continuar denunciando esse e outros problemas. Dez em cada dez usuários do transporte coletivos sofrem com esse tipo de atitude, mas o Jaildo Oliveira não quer admitir, nem o sindicato. Ninguém vai me intimidar”, afirmou Guedes da tribuna.

Após alegar estar recebendo ameaças de morte por parte de membros do Sindicato dos Rodoviários, o vereador Rodrigo Guedes registrou um Boletim de Ocorrência (B.O.) por crime de ameaça contra o presidente e o diretor do Sindicato dos Rodoviários, Givancyr Oliveira e Josildo Oliveira, respectivamente, conforme o Art. 147 do Código Penal. O vereador postou foto com B.O. nas redes sociais e afirmou que “o trabalho vai continuar”.

Procurado, o vereador Jaildo Oliveira informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que o desentendimento com o parlamentar se restringe ao comportamento dele, em decorrência da forma com que a abordagem foi efetuada.

“A discussão é quanto o procedimento do vereador. Ele não tem autonomia para trancar um ônibus. Ele diz que o motorista deixou de parar para alguém na parada, mas ele não prova. A nossa divergência é quanto à atuação dele. Já pensou se o ônibus bate o carro dele nesse procedimento? Isso poderia acontecer. Hoje existem meios legais para denunciar e resolver essa situação”, disse.

Briga virtual – O assunto, que iniciou nas redes sociais, além de ser debatido nas sessões plenárias, continua sendo debatido nas plataformas digitais entre os vereadores e também pela população, que vem se dividindo entre os que apoiam ou não os posicionamentos divergentes.

Em defesa dos condutores e em apoio ao vereador Jaildo Oliveira, uma internauta disse que a CMM deveria responsabilizar Rodrigo Guedes e punir a atitude do vereador. Para a cidadã, o ato de Guedes foi “sem noção” e ela sugeriu que o parlamentar teve o objetivo de aparecer.

“Sem noção esse vereador meia boca que fez essa cena ridícula com o nosso colega. Com tudo isso, a Câmara deveria dar uma severa punição a ele. Nós, motoristas, quando falhamos nas ruas, a empresa pune severamente. Quer se aparecer é só colocar um penico na cabeça e sair correndo pela Constantino Nery para cima e para baixo e pronto. Parabéns Jaildo Oliveira pelas palavras e por estar ao lado da verdade”, comentou.

Confira os comentários:

Outra internauta demonstrou apoio ao vereador Rodrigo Guedes e relatou outra irregularidade cometida por motorista do transporte coletivo de Manaus.

“Ontem vi uma situação revoltante desses motoristas de ônibus. Um cadeirante queria descer na parada do colégio Pedro Silvestre, o motorista não parou e, provavelmente os passageiros chamaram a atenção dele para que o cadeirante pudesse descer. Simplesmente, o motorista parou o ônibus de uma vez, brecou no meio da rua e quase causou um acidente feio, pois eu vinha de carro bem atrás do ônibus e vinham vários outros carros atrás de mim. O motorista ajudou o cadeirante a descer pela plataforma do ônibus, porém o cadeirante ia ter que andar bem mais para voltar até a parada de ônibus e ele saiu reclamando. Revoltante isso! O motorista poderia dar uma volta no quarteirão para levar o cadeirante em segurança até a parada que ele ia descer”, comentou.

_ _ _
Por Juliana Freire

Fotos: Divulgação / Ilustração: Marcus Reis

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -