27.3 C
Manaus
sexta-feira, fevereiro 23, 2024

Entidades sociais do AM organizam mais um grande ato contra a gestão do presidente Jair Bolsonaro

O ato, chamado de 19J, está programado para ocorrer em Manaus e em outras cidades brasileiras no próximo sábado, 19/6. Os organizadores pretendem fazer uma mobilização semelhante a do dia 29 de maio, quando 200 cidades aderiram

Por

Movimentos sociais do Amazonas estão articulando uma grande mobilização contra a gestão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), para ocorrer no próximo sábado, 19/6. Em Manaus, a concentração acontecerá na Praça da Saudade, Centro, a partir das 15h.

De acordo com informações do Sindicato dos Servidores da Justiça do Trabalho da 11ª do Amazonas e Roraima (Sitraam/RR), que está participando ativamente da organização do protesto, o ato, intitulado como 19J, irá acontecer no âmbito local, nacional e internacional, com ações físicas e virtuais. A mobilização será em “defesa da vida, contra os cortes na educação e contra a reforma administrativa”.

O SitraAM/RR informou que ao longo desta semana está organizando plenárias para a realização do ato, envolvendo trabalhadores de todos os municípios do Estado. Ainda segundo a entidade, a mobilização é uma iniciativa de diversos sindicatos, centrais sindicais, movimentos populares e organizações estudantis, mas também conta com o apoio do Fórum de Entidades do Serviço Público.

“Vamos realizar uma grande plenária virtual na quinta-feira, 17/6, onde as entidades e movimentos sociais irão falar como está a a mobilização junto às suas bases, de modo a reforçar a importância da participação de todos no ato do dia 19”, informou o presidente do SitraAM/RR, Luiz Cláudio Correa.

Mobilização nacional – As articulações estão sendo realizadas em todo Brasil, além da Inglaterra, Portugal e Itália. Os organizadores dos protestos prometem superar o ato do dia 29 de maio deste ano, que levou milhares de pessoas às ruas para protestar contra a o governo de Jair Bolsonaro.

Na ocasião, os protestos aconteceram em mais de 200 cidades brasileiras e em outros países. A repercussão dos atos também extrapolou o território nacional e se espalhou pela imprensa internacional.

—-

Por Lana Honorato

Foto: Daisy Melo/Adua

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -