26.3 C
Manaus
terça-feira, julho 16, 2024

Alegando suspeita de Covid, Pazuello comunica que não vai depor em CPI

Depois de ter sido flagrado passeando sem máscara em um shopping de Manaus, o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello informou aos membros da CPI da Covid, no Senado, que não poderá prestar depoimento porque está em quarentena

Por

Depois de ter sido flagrado passeando sem máscara em um shopping de Manaus, o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello informou aos membros da CPI da Covid, no Senado, que não poderá prestar depoimento porque está em quarentena. Conforme Pazuello, ele teve contato com duas pessoas suspeitas de estarem contaminadas pelo coronavírus.

O ex-ministro deveria comparecer nesta quarta-feira, 5/5, para prestar depoimento aos senadores. A comissão ainda não decidiu sobre uma nova data para o depoimento de Pazuello, mas a tendência é que não mantenha a oitiva de forma virtual. Muitos senadores acreditam que essa solução poderia prejudicar a qualidade o depoimento. Além disso, todos os outros ex-ministros e o atual, Marcelo Queiroga serão ouvidos presencialmente.

Pazuello já foi diagnosticado com Covid-19 em outubro de 2020, mas isso não elimina o risco de reinfecção. À época, ele chegou a ser internado no Hospital das Forças Armadas (HFA).

Os ex-ministros Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich prestam depoimentos nesta terça-feira, 4, à CPI. Estão previstas para quinta-feira, 7/5, as oitivas do atual ministro, Marcelo Queiroga, e do presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres.

A CPI foi instalada em 27 de abril, após o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso determinar a abertura. Mandetta é o primeiro a ser ouvido pela comissão.

— —

Foto: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -