27.3 C
Manaus
segunda-feira, julho 22, 2024

Pauderney Avelino expõe ameaças sofridas de empresário Cyro Batará

Em entrevista coletiva, o secretário da Semed afirmou ter dado queixa do empresário e que seguirá com um Boletim de Ocorrência (BO) contra o empresário.

Por

O secretário Municipal de Educação (Semed), Pauderney Avelino aproveitou a coletiva de imprensa dessa terça-feira, 27/4, para expor supostas ameaças e perseguição que estaria sofrendo do empresário Cyro Batará. Segundo Pauderney, o motivo seria a anulação de um contrato para prestação de serviços de mídia entre a secretaria e o empresário.

Conforme o secretário, a quebra do contrato se deu devido o valor do serviço oferecido ter sido considerado muito elevado. Em entrevista, Avelino afirmou ter dado queixa contra o empresário e que seguirá com um Boletim de Ocorrência (BO).

De acordo com Pauderney, ele começou a receber ameaças depois de ter enviado o processo de anulação do serviço para a Procuradoria Geral do Município. O secretário aproveitou a oportunidade para esclarecer sobre a acusação de que teria gastado mais de R$ 7 milhões com serviços de transporte escolar.

“Os R$ 7 milhões que fui acusado de pagar tratam-se de valores empenhados, levando em consideração que somos obrigados a fazer os empenhos”, explicou.

Contrato com Cyro – A empresa Cyro Batará, Amazonas Produtora Cinematográfica Ltda., teve homologação feita no final de 2020, com valor de R$ 63,2 milhões, na gestão do ex-prefeito Arthur Virgílio Neto (PSD), porém este teria sido fechado por R$ 19 milhões. Com suspeitas de irregularidade, o contrato passou a ser investigado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

__ __ __

Foto: Marcus Reis

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -