27.3 C
Manaus
terça-feira, julho 16, 2024

Chile adia eleições marcada para este final de semana

Eleição escolherá nova Constituição do país e será a primeira no mundo a ser escrita por homens e mulheres em igual número

Por

Por causa da pandemia da Covid-19, ficou para os dias 15 e 16 de maio, a eleição de 155 pessoas para redigir a nova Constituição do Chile. Pela primeira vez no mundo, uma nova carta será escrita por um número igual de homens e mulheres. Os chilenos também garantiram 17 cadeiras para representantes de grupos indígenas.

A nova Constituição foi conquistada pelas manifestações massivas nas ruas de Santiago e todo o país desde outubro de 2019. Manifestantes se levantaram contra a desigualdade nas pensões, a privatização de recursos naturais, o endividamento de estudantes e a falta de atenção de saúde.

O Movimento Feminista teve papel fundamental, além da participação de Mapuche. Os protestos pressionaram o governo a convocar um plebiscito e 80% da população decidiu enterrar a Constituição de 1980, promulgada pelo ditador General Augusto Pinochet.

A Convenção Constitucional terá duração de nove meses, prorrogáveis por mais três meses. No final deste período, os cidadãos serão convidados a votar o texto final em um referendo. Uma nova Constituição poderá trazer a mudança radical e igualitária para os 19 milhões de habitantes de um dos países mais desenvolvidos da América Latina.

Foto: Divulgação

Fique ligado em nossas redes

Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Últimos Artigos

- Publicidade -